London Calling – roteiro de 4 dias

Olá meus queridos!

Como prometido, venho trazer-vos um post com um roteiro de 4 dias em Londres, assim como várias dicas sobre viagens de avião low cost, organização de mala de viagem, etc!

Espero que gostem e vamos a isto!

Em primeiro lugar, é muito importante pensarem com antecedência na vossa viagem! E mentalizem-se: apesar de não ser o destino mais caro do mundo, Londres é uma cidade cara a nível de hotelaria e restauração! A este “pormenor”, acresce ainda o facto de ser necessário converter euros em libras! Podem consultar taxas de câmbio atualizadas aqui.

Então quanto à viagem de avião: das duas vezes que fui a Londres, comprei os bilhetes com pelo menos 3 meses de antecedência. Algumas estatísticas que encontrei na internet mostram que a melhor altura para comprar bilhetes de avião será um intervalo entre 21 e 54 dias antes da viagem – nessa altura encontrarão os melhores preços! Assim, se, por exemplo, quisessem comprar uma viagem agora, os melhores preços apareceriam na altura de Fevereiro/Março mais ou menos (isto se não ocorrerem épocas festivas ou altura de férias escolares).

Eu já viajei várias vezes com a Ryanair e não tive problema nenhum mesmo, nem com a bagagem, nem com graves atrasos do voo ou falta de comodidade durante o mesmo! E, dado que as viagens são MUITO mais baratas do que em outras companhias standard, eu aconselho imenso as companhias low cost para viagens curtas! (Se quiserem que faça um post com mais dicas sobre viagens low cost, ou mais propriamente sobre a Ryanair, por favor digam!)

img_1862

Se viajarem com a Ryanair, lembrem-se que o aeroporto de Londres em que irão aterrar é o de Stansted, que fica a 60km do centro de Londres! Assim, é importante que comprem, também com antecedência, a viagem de ida e volta de comboio ou autocarro para o centro de Londres! Eu utilizei o comboio pois, ao comprar com antecedência, é possível ter um preço aproximadamente igual ao do autocarro, por uma viagem com muito mais conforto e menor duração! Podem comprar as vossas viagens de comboio aqui.

Após as viagens de avião e comboio compradas, é então hora de reservarem um hotel!

A vossa escolha deve basear-se em alguns fatores de vossa preferência, obviamente! Mas na minha opinião, no que toca a Londres, a proximidade do hotel ao metro é fundamental, assim como e fundamental ficar hospedado numa zona minimanente central de Londres! Já agora, querem um conselho de amiga? Fujam dos hotels! Se um hotel/hostel, tiver um preço inferior a 15, 20 libras por noite – DESCONFIEM! Acreditem: mais vale dar um bocadinho mais e conseguir dormir, do que pagar pouco e mesmo esse pouco ser um desperdício! Em Londres é usual existirem alojamentos sem as mínimas condições, nomeadamente de higiene! Por isso, tenham cuidado e leiam muito bem as reviews no Tripadvisor e no Booking que são dois sites que têm muito feedback por parte dos viajantes, onde podem ver inúmeras fotos colocadas pelos mesmos!

Para vos facilitar a vida, fiz uma seleção de 4 hotéis/alojamentos que certamente poderão ir de encontro às vossas necessidades e que têm uma boa relação qualidade-preço!

  • Easyhotel Victoria – preços que vão desde 35 libras a 149 libras, por noite. O conceito deste hotel é bastante peculiar – todos os ‘serviços adicionais’ se pagam: toalha extra, comando de televisão, por exemplo, ter uma janela no quarto também irá encarecer, enfim tudo se paga mesmo (vejam lá que eles pensam que uma janela é um luxo!!). Tem a desvantagem de não ter pequeno almoço incluído mas, pelo preço, não há grande lugar para queixas. Tem as vantagens de ser SUPER central (cerca de 10 minutos da estação de metro de Victoria) e de os quartos serem super limpos e privativos! É sem dúvida uma ótima escolha!
  • Hyde Park Economy Apartments – ótimo para quem viaja em grupo, porque têm vários apartamentos que albergam 5 pessoas. Numa pesquisa para o mês de Janeiro, um apartamento para 4 pessoas ficaria a 123€ por noite ou seja, cerca de 32€ por pessoa, por noite, com pequeno almoço. É localizado bem no centro de Londres, no Hyde Park; tem acesso Wi-Fi gratuito e dispõe do serviço de pequeno almoço.
  • Comfort Inn Victoria – com preços que rondam os 45€, por pessoa, por noite, é um hotel localizado a 2/3 minutos da estação de Victoria. É, portanto, super central. O pequeno almoço é bastante razoável e, apesar da frente do hotel ser para uma rua bem movimentada, não se ouve muito barulho. Deixo-vos algumas fotos, dado que foi o hotel em que fiquei há menos tempo!
  • Fifty Four Boutique Hotel – um hotel um pouco mais caro, já a rondar os 100€ por noite, por pessoa. Localizado perto do maior nicho de museus de Londres, com boas acessibilidades e conforto. Boa opção para casais sem filhos e para pessoas que não abdicam do conforto.

Mas então e agora, quando pisarem solo britânico e se encontrarem na louca cidade que é Londres, como se vão movimentar? A resposta é constituída por 3 realidades: a pé, autocarro, metro! Serão as palavras mágicas da vossa viagem. É muito importante que andem bastante a pé, para conseguirem sentir o que é Londres e para conseguirem ver todos os recantos mais escondidos desta cidade que tem tanto de bonita quanto de misteriosa! Londres é uma cidade única pela diversidade extraordinária que dispõe no que toca a culturas e nacionalidades!

E por ter tanto que ver, torna-se tantas vezes difícil definir o que escolher, ainda mais quando os preços da maioria dos pontos turísticos são exorbitantes! E por isso mesmo aconselho-vos a utilizar a Promoção 2FOR1, solucionando assim dois problemas! Passo a explicar: esta promoção dá basicamente a possibilidade de usufruir de entradas em museus, divertimentos, espetáculos e até em menus de restaurantes selecionados com 50% de desconto – como uma promoção leve 2 pague 1. Para usufruirem dela, têm de se dirigir a uma estação de comboios e adquirir uma viagem ou passe de x dias de viagens ilimitadas de comboio! Só existe este Travelcard em modalidade diária, semanal e mensal. Se ficarem em Londres 4 dias, compensa comprarem o passe de 4 dias. Para isso, terão de entregar uma foto tipo passe, que podem tirar nas máquinas da estação de comboio. Atenção: os travelcards do Oyster (que são como as viagens andante em cartão azul do metro do Porto) NÃO são válidos para esta promoção. Em caso de dúvida, perguntem mesmo no guichê! Na altura em que fiz o meu, perguntei no balcão de informações da estação as condições e foram super amáveis ao explicar, até porque é uma dúvida bastante frequente, de certo!

Após adquirirem este passe, quando quiserem usufruir da promoção, têm de apresnetar o travelcard e um voucher preenchido. Esses vouchers vocês podem retirar de antemão do site, mesmo sem terem o travelcard convosco! Basta entrarem no site em menciono em cima e procurar as promoções. Caso não consigam imprimir e levar convosco na viagem, podem retirar um livrete de vouchers que normalemnte existe nas bilheteiras da estação de comboios ou até mesmo nas bilheteiras do local a visitar (sei que o London Eye, por exemplo, dispunha desses vouchers).

Quanto ao metro, aconselho o uso da aplicação Tube Map, que vai facilitar imenso as vossas deslocações! Irão ver, em tempo real, quando passará o próximo metro para o destino que querem alcançar, que metro devem apanhar, entre outras informações importantes!

E quanto a viagens estamos conversados! Mas… e o tempo chuvoso e frio de Londres? Bem, pela minha experiência, é uma questão de sorte! Em Londres, tanto faz um calor descomunal, como chove a potes! Por isso, usem ponchos para a chuva e levem um casaco mais quente para qualquer eventualidade e um impermeável para a chuva.

Se não couber na mala não se preocupem: em (quase) todas as ruas estarão pessoas a vender guarda-chuvas e ponchos, a preços acessíveis. Comprei um guarda-chuva, bastante resistente por sinal, por 3 libras, num dia de chuva torrencial! E ainda se aguenta, portanto não era nada mau!

Quanto a horários, exposições e datas festivas: não se esqueçam de confirmar sempre a data e hora de abertura e fecho de museus, por exemplo, para evitarem deslocações desnecessárias. Vão vendo também se a vossa viagem irá coincidir com alguma época festiva ou ocasião especial em Londres. A minh última viagem, por exemplo, coincidiu com o aniversário da Rainha, o que fez com que o trânsito estivesse cortado durante quase um dia numa certa zona da cidade, por causa dos festejos. É importante fazer essa relação, para evitar imprevistos.

img_1798
Parte dos festejos do aniversário da Rainha – (visto em Trafagal Square)

Pois bem: agora que todas as informações importantes estão dadas, vamos ao roteiro propriamente dito!

Dia 1: dia de moda e compras em Oxford Street. Se gostam de entrar em todas as lojas e conhecer novas marcas, sentir-se uma Rebecca Bloomwood do filme Confessions of an shopaholic, esta rua é para vocês! Se preferem apreciar a sociedade e as montras e fachadas lindas, típicas de Londres, esta rua também é para vocês. Oxford Street é uma rua gigantesca, cheia de lojas e decorações apropriadas à estação, numa combinação de turistas e residentes mágica. É fácil perder uma manhã lá! Destaco para o Selfridges – armazéns como o El Corte Inglês, a loja New Look e o Hamleys, uma das mais bonitas lojas de brinquedos que já visitei e que é numa rua perpendicular a Oxford Street.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Após a visita a esta rua icónica da cidade, sugiro um almoço leve e rápido  num dos supermercados que existem perto de quase todas as estações de metro – Tesco ou Sainsbury’s, por exemplo, que têm sempre sandes e fruta frescas, prontas a comer.

Durante a tarde, sugiro a visita ao museu Madame Tussauds, onde poderão usufruir a promoção 2FOR1 ficando assim o bilhete a metade do preço! Muito cuidado com os assaltos dentro deste museu!

À noite, aproveitem para assistir a um musical! Eu assisti ao Fantasma da Ópera no Her Majesty Theatre e posso garantir que foi um dos momentos mais bonitos que vivi na vida! Infelizmente não tenho fotos ou vídeos para partilhar convosco, porque a segurança nesse respeito é muito apertada mas aconselho vivamente. Se tiverem oportunidade de fazer, façam-no. Deixo uma ressalva: cuidado com os sites em que compram os bilhetes e utilizem sempre o site oficial. Se forem mais corajosos ou quiserem comprar bilhetes à última com desconto, visitem as lojas que existem em várias estações centrais do metro que vendem bilhetes a um preço mais convidativo. Podem eventualmente já não arranjar para os lugares que queriam, mas às vezes a diferença compensa uma pequena alteração de lugar. Podem encontrar um ponto de venda TKTS em Leicester Square.

Dia 2: Começo, de manhã bem cedo, em Westminster Abbey. Partindo deste ponto, poderão ver o Parlamento Inglês e o Big Ben.

img_1729
Vista do London Eye
img_1667
Vista do London Eye

Após as normais fotos e selfies, sugiro que continuem em direção ao Buckingham Palace, a cerca de 1km. Existe a troca da guarda normalmente às 11h30, mas podem consultar aqui os horários. Posso-vos garantir que ir a Londres e não ver o render/troca da guarda é como ir a Roma e não ver o Papa por isso têm mesmo de ir!

De seguida, desçam a avenida The Mall, até chegarem a Trafalgar Square, onde fica o National Gallery – podem entrar gratuitamente!

Após a visita, poderão apanhar o autocarro 159, com direção a Streatham, passando por 6 paragens, indo assim ter ao London Eye. É uma vista lindíssima e, como o 2FOR1, podem viajar a metade do preço.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 Se, ainda assim, não quiserem pagar, podem optar por visitar o Sky Garden, que oferece um vista lindíssima e está simplesmente sujeito a marcação grátis. Este é um género de jardim-estufa natural, com uma vista maravilhosa da cidade Londrina.

À noite, poderão optar por visitar o Covent Garden, que dispõe de vários restaurantes para todas as carteiras. É usual verem-se músicos de rua, malabaristas e palhaços, que entretêm os turistas que por ali passam.

Dia 3: dia dos museus!

Comecem pelo British Museum – a entrada é gratuita e o museu dispõe de várias exposições antiquíssimas e super interessantes sobre várias potências mundiais! Peçam os audio-guias, caso estejam disponíveis!

Após o almoço, que aconselho que seja no La Roma Bella, um restaurante Italiano super mimoso e baratinho a 2 minutos a pé do British Museum, apanhem o autocarro 10 com direção a hammersmith. Irão assim sair a cerca de 5 minutos do Victoria and Albert Museum, do National History Museum e do Science Museum. Os três têm entrada gratuita e valem bastante a pena.

 Caso o dia não se tenha prolongado demasiado, podem ainda aproveitar para fazer uma visita a Picadilly Circus. Se quiserem jantar por lá, aproveitem para testar o Jamie Oliver’s Diner – os preços são acessíveis e a comida é agradável.

Dia 4: dia de Candem Town – onde o bizarro é o normal! Sem dúvida um dos sítios que mais gosto em Londres. Pela sua vida, pela sua singularidade cheia de diferença e principalmente pela forma descontraída como tudo se vive lá!

Convém salientar que algumas lojas só abrem ao domingo e que existe muito mais movimento ao fim de semana.

No final do mercado, existem várias bancas com comida exótica (sinónimo de estranha) para provar. Tailandesa, Vietnamita, israelita, entre tantas outras, coisas que nunca tinha visto na vida!

Aproveitem para dar um saltinho a um pub (seja que hora for) ou dar um passeio pelo rio. A vista é linda! Ah! Se quiserem comprar souvenirs, este é o local ideal! Existem imensas lojinhas para turistas, com pequenas lembranças muito em conta!

Nota: Sabiam que o  Charles Dickens viveu na zona durante algum tempo? Impressionante, não?

Durante o período da tarde, aproveitem para visitar o The Regent’s Park, considerado um dos mais belos parques britânicos. Fica perto da estação de metro de Baker Street.

Tem uma área verde incrível e acolhe o Zoo de Londres. Se estiverem a visitar Londres a meio do ano, não deixem de visitar o Queen Mary’s Rose Gardens, que estará cheio de flores e das suas cores.

E chegamos ao final! É hora de regressar a casa! Sem nunca esquecer Londres porque quem se cansa de Londres, ‘cansa-se da vida’!

london
Espero que tenham gostado! Obrigada desde já pelo feedback que têm dado! Por favor continuem a deixar a vossa opinião!

Um beijinho e até ao próximo post,

a miúda dos caracóis

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s